Se te baterem na traseira ao de leve não saias do carro!

É simplesmente surreal a quantidade de golpes existentes pelos quais criminosos tentam tirar proveito de suas vítimas. Dentre os tantos que ocorrem por aí a cada hora, minuto ou segundo, você já ouviu falar, por exemplo, no golpe da falsa batidinha no carro?

Esta trapaça costuma ocorrer em ruas e estradas mais desertas e funciona da seguinte maneira:

Um veículo – normalmente roubado – o segue pelo caminho, e ao entrarem em uma zona menos movimentada da estrada, você sente uma batida no seu carro.

Naturalmente, diante de tal situação você descerá de seu carro para ver o estrago cometido e conversar com o outro motorista, certo? Pois bem, é nesta hora que o golpe acontece.

A batida é proposital e não passa de uma tática dos criminosos para fazer com que você desça do veículo e eles possam te assaltar ou até mesmo praticarem um sequestro.

Como evitar?

Primeiro de tudo, a raiva e a impulsão devem ser controladas. Não saia desesperado do carro já xingando a pessoa que bateu nele. Mantenha a calma e procure verificar a situação de maneira atenta.

Procure ver quem está dirigindo o veículo que bateu no seu. Normalmente, estes criminosos não agem sozinhos e escolhem a dedo o local que praticarão a trapaça. Estando em um lugar deserto, se você perceber algo suspeito, saia do local sem hesitar. A vida vale muito mais do que alguns prejuízos com um carro.

Não deixe de fazer o Boletim de Acidente de Trânsito (BOAT), documento pelo qual a Polícia Rodoviária Federal (PRF) identifica acidentes e outras situações ocorridas em estradas.

Fique muito atento! Este golpe está entre um dos mais aplicados contra motoristas.